Boa administração aproxima América do clube-empresa

Artigo de Rodrigo Scapolatempore, publicado hoje (08) pelo Estado de Minas, baseia-se na história "recente" do América Futebol Clube para uma reflexão muito importante sobre todo o movimento das Sociedades Anônimas de Futebol (SAFs). Nele, é lembrada a parceria entre o América e a Tailor em prol de uma ação, até então inédita, em sentido contrário do nepotismo e do amadorismo, no qual também é mencionado Bruno da Matta Machado, nosso Diretor Executivo:

Aliás, em um papo ontem com Bruno sobre esse modelo, ele foi enfático em dizer que este tipo de inovação à qual o América se abriu é sinal sólido de mudança na cultura corporativa de um clube que quer ser muito grande, e que isso é um imenso passo, o que corrobora com a tese acima de que a diretoria pensa, há muito, em fazer futebol de forma racional, quebrando paradigmas e com foco em trazer profissionais que gerem resultados, com base em domínio técnico e qualidade no que fazem.

Confira o artigo completo.

Compartilhe
Deixe seu comentário