*Artigo originalmente publicado no Jornal de Piracicaba

Com frequência escuto diferentes profissionais falarem das suas incertezas quanto ao futuro e como as novas circunstâncias impactam e irão mudar suas vidas e carreiras. Noto existir neles bloqueios que os deixam paralisados e indecisos sobre como fazer as escolhas certas e quais caminhos seguir. Essas preocupações e dilemas acabam promovendo uma desaceleração generalizada. Penso que deveriam atuar de maneira inversa. Sinto nesses profissionais a falta de movimentos ousados.

É nos momentos de dificuldade que temos a oportunidade de refletir mais, de fazer escolhas arriscadas e de abusar dos processos criativos.

Pesquisei o assunto “nunca é tarde para ser” e descobri a história do Dr. Edson Gambuggi: ele se formou em jornalismo, direito, farmácia e, aos 82 anos, graduou-se em medicina. Na festa da sua colação de grau falou que a escolha de se tornar médico foi motivada por propósitos — é aí que está o grande ponto da virada para os dilemas que mencionei em relação aos profissionais que estão com dúvidas sobre suas carreiras. Temos que descobrir os nossos propósitos mais íntimos e deixar que eles nos guiem. A opção por uma carreira é uma escolha de vida. Conhecer nossos propósitos nos faz caminhar na direção certa.

Com a moderna medicina ampliando nosso tempo de vida é bom que tenhamos propósitos de longo prazo e, ao mesmo tempo, a clareza de que vivemos em um mundo em constante aprendizagem e de que devemos, também, buscar isso ao longo da vida. É o que chamamos de lifelong learning.

Outro ponto importante que atrapalha a busca dos nossos propósitos são os métodos educacionais utilizados atualmente. Mesmo com os significativos avanços na educação, em muitas escolas, a metodologia ainda repousa na base do giz e da lousa, onde a reprodução é mais valorizada do que a criação e a análise. É um método que pune o criativo e recompensa aquele que cola a ideia. Processo que padroniza uma forma de comportamento, criando cenários de poucas dúvidas e perguntas. Como a fórmula da aprendizagem é conhecimento + perguntas + processos reflexivos, este ambiente sem questionamentos será sempre de pouco aprendizado e criatividade. Isso impacta diretamente no desenvolvimento das nossas carreiras.

Profissionais de sucesso são aqueles que vivem e acreditam em ambientes que favorecem as dúvidas, por isso dão valor e entendem o significado da frase "nunca é tarde para se tornar o que você poderia ter sido". Eles correm atrás dos seus sonhos, das suas crenças e da sua felicidade.

**Gustavo Mançanares Leme – Sócio Diretor da Tailor | Headhunter & Estrategista de RH. É Conselheiro de Administração & Advisory de Startups e Mentor de Carreiras. Tem grande experiência em processos de Identificação de Talentos, Transformação Cultural e Turnaround de Modelo de Negócios. Autor do livro O acaso não existe.
Compartilhe
Deixe seu comentário